Palmeiras larga na frente diante do Inter, abre vantagem no confronto e decide em casa uma das vagas na final do Brasileiro

 Palmeiras larga na frente diante do Inter, abre vantagem no confronto e decide em casa uma das vagas na final do Brasileiro

Foto: Luiza Moraes / Staff Images Woman / CBF

Após partida truncada, o Palmeiras levou a melhor diante do Internacional no Beira-Rio e saiu na frente na disputa válida pelas semifinais do Brasileirão A1. Porém, dado o grande equilíbrio e o histórico dos times, apesar da clara vantagem em favor das palestrinas, o confronto segue em aberto. Com gol de Chú, o Verdão sagrou-se vencedor pelo placar de 1×0 em solo gaúcho.

Confira o resumo da partida:

1º tempo

O duelo começou movimento, contudo, eram as donas da casa que buscavam comandar as ações. No entanto, foi o Palmeiras que chegou com perigo primeiro. Na sequência, Isa Haas tentou fazer o corte e a bola bateu na mão da zagueira Ari. A árbitra carioca Rejane Caetano consultou o VAR e não marcou a penalidade. O Inter insistia, mas o Verdão respondia nos contra-ataques.

A equipe visitante, aos poucos, conseguiu equilibrar a partida. Com muita qualidade no meio de campo, as palestrinas passaram a ter mais posse de bola assumindo um controle maior diante do adversário. Porém, a volante Djeni acertou a trave, aos 21’, levando perigo ao gol alviverde.

Apesar do embate bastante equilibrado na base do “lá e cá”, o placar sem gols persistia. Menos efetivas na frente, as donas da casa ainda perderam Shashá, aos 40 minutos da etapa inicial, após a atacante levar a pior na dividida e sair com fortes dores no ombro.

Foto: Luiza Moraes / Staff Images Woman / CBF

Nos minutos finais, o confronto caiu em intensidade e o justo 0x0 persistiu até o fim da etapa inicial. Contudo, o Inter saiu no prejuízo por conta do desfalque sofrido e da dificuldade da craque Fabi Simões, que também se machucou, em permanecer no jogo.

2º tempo

Na volta o intervalo a confirmação que ninguém queria: sentindo fortes dores a grande estrela das Gurias Coloradas, Fabi Simões, teve que dar lugar a Mileninha. Do lado palmeirense, duas substituições do técnico Ricardo Belli procurando fazer o seu time sair mais para o jogo.

Aos 7 minutos, após boa jogada de Katrine pela esquerda, a bola sobrou para Bruna Calderan que livre de marcação chutou para fora desperdiçando grande chance para o time paulista que se mostrava mais solto por conta das mexidas.

O Internacional exercia marcação implacável deixando o jogo muito truncado e com poucas chances efetivas. Até que, aos 29’, Júlia invadiu a área colorada e cruzou para belíssima conclusão de Chú, de calcanhar, abrir o placar em favor das visitantes: Palmeiras 1×0.

Foto: Luiza Moraes / Staff Images Woman / CBF

 A partir daí, precisando do resultado, o time gaúcho se atirou mais ao ataque. Logo aos 34, após bola alçada, Jully evitara o gol colorado, mas sofreu falta com a bola dominada proporcionando um gol ilegal muito bem anulado pela arbitragem.

Incansável, o Inter permaneceu insistindo na base do coração enquanto o Palmeiras, bem postado, apostava nos contragolpes. Entretanto, o placar mínimo favorável ao Verdão permaneceu até o apito final graças a excelente defesa da goleira Jully evitando o gol de empate no último minuto.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo (05/09), às 11h da manhã, no Allianz Parque, em São Paulo.

Ficha técnica:

Intenacional (0): Vivi; Leidi, Bruna Benites, Sorriso e Ari; Isa Haas (Mai), Djeni, Mariana Pires (Thessa) e Shashá (Wendy); Fabi Simões (Mileninha) e Rafa Travalão. Técnico: Maurício Salgado.

Palmeiras (1): Jully; Augustina, Thaís e Tainara (Duda Santos); Bruna Caldeiran, Julia Bianchi, Ary (Rafa Andrade), Katrine e Camilinha (Chú); Carol Baiana e Maria Alves. Técnico: Ricardo Belli.

Gols: Chú (29’2T).

Cartões amarelos: Internacional – Djeni/ Palmeiras – Ary

Arbitragem: Rejane Caetano da Silva (RJ), auxiliado por Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ) e Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sá (RJ).

Estádio: Beira-Rio – Porto Alegre (RS).

Edição: André Chagas – @turbilhaofeminino

Fernanda Barros