No último duelo antes das olimpíadas, novo empate entre Brasil x Canadá

 No último duelo antes das olimpíadas, novo empate entre Brasil x Canadá

Foto: CBF Oficial

Confira o resumo da partida:

1º Tempo

A Seleção Brasileira começou a partida desenvolvendo um ritmo intenso na marcação, buscando manter a posse de bola e utilizar os lados do campo para criação de jogadas. O Canadá possuía muita dificuldade na transição ofensiva, e apostava na velocidade da Deanne Rose.

Aos 8 minutos ocorreu a primeira jogada de perigo para o Brasil: Bia Zaneratto arrancou pelo lado direito, driblou a defensora canadense, e de fora da área finalizou com força no centro do gol, mas a goleira Sheridan defendeu com segurança.

O Canadá respondeu aos 17 minutos: após jogada pelo lado esquerdo, Deanne Rose cruzou na área para Prince, que se antecipou a marcação para finalizar, mas não conseguiu chutar com força suficiente e Bárbara segurou firme no canto direito. Dois minutos após o ataque, Andressinha dividiu no meio campo, ganhou a bola e finalizou de fora da área, mas a bola cobriu a meta canadense.

Aos 29 minutos, as brasileiras chegaram novamente pelo lado esquerdo: Tamires fez o passe em profundidade para Marta, que avançou na linha de fundo e cruzou rasteiro para Bia Zaneratto chegar finalizando de primeira, e a bola passou muito perto do gol canadense.

No final da primeira etapa, o Canadá melhorou o ritmo e criou boas chances de abrir o marcador. Aos 41 minutos, após cobrança pelo lado direito, Bárbara sai do gol mas não consegue afastar para longe da área, e a bola sobrou para Sinclair, que finalizou forte e a bola foi desviada pela Rafaelle, que evitou o gol. Dois minutos depois, novamente em boa jogada, Flemming arriscou chute de fora de área, obrigando Bárbara a fazer uma grande defesa e enviar para escanteio.

Foto: CBF Oficial

2º tempo

Nos primeiros minutos da etapa complementar, com apenas uma alteração no ataque, o Canadá voltou mantendo mais a posse de bola. Já a equipe brasileira, com as mesmas peças do 1º tempo, demorou a entrar no jogo. Aos 8 minutos, a goleira Bárbara evitou o gol canadense executando grande defesa.

Aos 16 minutos, chegada brasileira com Tamires, que recebeu belo passe pelo lado esquerdo, avançou até a grande área e finalizou com força, para boa defesa da goleira Sheridan.

O segundo tempo permaneceu bastante equilibrado, o Brasil buscava construir algumas jogadas com Geyse e Marta, auxilidadas por Andressa Alves que entou querendo jogo. Contudo, o bloqueio canadense parecia instrasponível.

Apesar do maior volume de jogo brasileiro, o Canadá se fechava muito bem e às vezes chegava com perigo. A partida esfriou e o 0x0 teimava em permanecer no placar. Até que, aos 40′ minutos, após bola alçada, o Canadá assutou a Seleção Brasileira colocando a bola na trave.

Faltando poucos minutos para o fim, o Brasil tramou grande jogada e por muito pouco Duda não abriu o placar. A bola passou rente à trave direita da goleira canadense. Na sequência, foi a vez das gringas assutarem com Huitema chutando para fora.

Embora as brasileiras continuassem em cima, o empate sem gols permaneceu até o apito final. O novo placar igual entre brasileiras e canadenses acabou sendo justo dado o equilíbrio entre as equipes durante os 90 minutos, num jogo marcado por poucas chances efetivas de ambos os lados.

Ficha Técnica:

Brasil (0): Bárbara, Bruna Benites (Poliana), Érika, Rafaelle, Tamires, Júlia Bianchi, Andressinha (Duda), Marta, Debinha (Andressa Alves), Bia Zanerato e Ludmila (Geyse).

Técnica: Pia Sundhage.

Canadá (0): Sheridan, Lawrence, Zadorsky, Buchanan, Chapman, Quinn (Grosso), Scott, Deanne Rose (Leon), Fleming, Prince (Huitema) e Sinclair.

Técnica: Bev Priestman

Gols: –
Cartões Amarelos: Brasil – Geyse. Canadá – Lawrence.
Cartões Vermelho: –

Arbitragem: Zuzana Valentova (EVQ), auxiliada por Maria Sukenikova (EVQ) e Miroslava Obertova (EVQ).

Estádio: Cartagonova, Cartagena (ESP)

Edição: Acácio Miranda / André Chagas – @turbilhaofeminino

Acácio Miranda