Sócia Atleta: conheça Dida, atleta do Santos

 Sócia Atleta: conheça Dida, atleta do Santos

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC

Nascida em Simões Filho (BA), Dida teve seu retorno ao Santos anunciado recentemente . A experiente arqueira cedeu entrevista para nossa equipe dias antes de se despedir da temporada de sucesso à frente do Napoli – SC. Confira o bate papo com a fera:

Turbilhão Feminino – Como começou sua história com o esporte? Sempre foi goleira ou começou em outra posição?
Dida –
Desde pequena sempre fui apaixonada por esportes. Gostava de fazer vários. A paixão já era notável em mim. Mas teve um momento da minha vida que eu tive que escolher o que realmente fazia meu coração bater mais forte, e aí não teve como escapar, era o futebol que fazia isso. Aí com foco em um único esporte, comecei a encarar os desafios e me dedicar especialmente pra isso. Aos poucos, fui colhendo os resultados. Sempre fui goleira no futebol!

TF – Você tem passagens pelo futebol islandês, israelense e português. Quais as maiores diferenças entre o futebol nessas regiões e o brasileiro? Como foi a adaptação?
D –
Olha o futebol de Portugal é muito bom, tá evoluindo muito, creio que vai ser um País com muitos talentos e valorização mais ainda no esporte. Israel o futebol já é profissional mas não vi muito categoria de base. Algumas coisas têm ser organizado e como o futebol está crescendo, não só no Brasil, creio eu que, muito em breve, todos os países vão notar a importância. No Brasil é notório o crescimento, porém, ainda acho que deve ter uma preparação desde criança para que o futebol feminino evolua mais ainda. Na Islândia eles valorizam muito, tanto o adulto como as crianças. Desde pequenininhos eles já treinam e já disputam campeonatos menores com entrega de medalhas. É algo que dá para ver que tem incentivo, é lindo de se ver!

TF – Em quais aspectos você considera que mais evoluiu na carreira?
D –
Com a experiência, sem dúvidas, a minha confiança. Isso é muito importante na minha profissão. Com isso, meus aspectos técnicos, foram evoluindo mais e mais!

TF – A defesa foi um dos pontos fortes do Napoli durante o último Brasileirão. Como você avalia sua atuação ao longo da temporada?
D –
Fiz uma boa temporada pelo Napoli, claro, com a ajuda das minhas companheiras de equipe. Na verdade, muita coisa influencia no nosso desenvolvimento. Contei com o carinho e atenção de toda a comissão, em especial meu preparador de goleiro Rodolfo (Babaloo). Desde a tia que faz a nossa comida ao presidente Salezio…Sou muito grata por tudo e todos!

TF – Quais são suas referências e ídolos em campo?
D –
Quando eu estava começando o goleiro Dida. Tem também a ex goleira Maravilha, a Bárbara e a Andréia Suntaque.

Foto: Thais Magalhães/CBF

TF – Sua experiência deve contribuir muito principalmente junto às atletas que estão começando. Como tem sido essa troca e como ela te ajudou no desempenho da equipe sua equipe na última temporada?
D
– Acredito que a troca de experiências em qualquer profissão seja um ponto favorável. Pelo meu tempo de carreira, sem dúvidas, tenho uma certa bagagem comparado a quem está começando, mas eu sempre aprendo com as trocas. Tento ensinar as partes boas que vivi e sempre aprendo coisas novas. No Napoli não foi diferente. As meninas estavam abertas a aprender e eu disponível para passar minha experiência e aprender com elas também. Tudo isso contribuiu muito para a nossa conquista.

TF – Qual recado você deixa para as meninas que sonham em jogar profissionalmente?
D
– Que nunca desistam dos seus sonhos, independente das dificuldades. Que tenham fé e que sejam dedicadas em tudo que fizerem. Nada é impossível para Deus!

Foto: Carolina Brito / SL Benfica

Desejamos a atleta Dida sucesso na sua caminhada, que todos os seus sonhos e objetivos se realizem. Aproveitamos a oportunidade para agradecer a arqueira santista pela disponibilidade com nosso projeto.

Edição: André Chagas / Fernanda Barros / Natália Trapp – @turbilhaofeminino

Fernanda Barros