Brasileirão Sub-18: Nos pênaltis, Gurias Coloradas levam a melhor e estão na grande final

 Brasileirão Sub-18: Nos pênaltis, Gurias Coloradas levam a melhor e estão na grande final

Foto: Mari Capra/ Internacional

Na partida de volta realizada em São Paulo pelas semifinais do Brasileirão, deu Internacional! Apesar da pequena desvantagem após derrota em Porto Alegre na semana passada, o time do Rio Grande do Sul venceu fora de casa pelo placar de 1×0. Com o resultado no tempo normal foi necessária a disputa de pênaltis, visto que o saldo de gols não era critério de desempate, ou seja, o São Paulo jogava apenas pelo empate sem poder perder independente da diferença de gols. Sendo assim, o enredo foi absolutamente dramático do início ao fim.

Sobre o jogo

Precisando da vitória, as Gurias Coloradas começaram em cima, mas esbarravam na forte defesa tricolor. Porém, logo no início, Eduarda obrigou Marcelle do São Paulo a fazer grande defesa em chute à queima roupa. O São Paulo respondeu com Yayá que quase abriu o placar após bela enfiada de bola, Gabi Barbieri fez defesa incrível.

O jogo era franco e bastante movimentado. As duas equipes buscavam jogo, mas as Soberaninhas pareciam um pouco mais organizadas. No entanto, aos 13 minutos, foi o Inter que abriu o marcador. Após furada de Clara no meio campo do tricolor paulista, Eduarda passou com maestria para Mileninha que não perdoou: 1×0 Gurias Coloradas.

A partida seguiu bastante aberta, mas com o gol, o Inter, mais animado, passou a comandar as ações. Mesmo assim, o São Paulo, vivo no jogo, também ameaçava. Aos poucos, o time da casa esfriou o jogo trocando passes e aproveitando-se da vantagem. Perolla era a grande arma pela esquerda.

Bia quase marcou para o Internacional aos 28. A equipe colorada explorava muito as jogadas de velocidade com grande destaque para Eduarda e Mileninha. No terço final, inclusive, a equipe gaúcha intensificou a pressão e poderia ter chegado ao segundo gol, sobretudo nas bolas paradas.

No finzinho, Cris perdeu um gol incrível para as Soberaninhas! Após grande troca de passes, a jogadora recebeu frente a frente com Gabi Barbieri que operou um verdadeiro milagre na pequena área. A essa altura o São Paulo até igualara o embate, entretanto, o resultado a favor das visitantes persistiu na primeira etapa.

2º tempo

Com o resultado parcial as donas da casa precisavam do empate e o Inter necessitava confirmar a vitória. Com isso, o que se viu foi um segundo tempo disputado e muito emocionante no qual o São Paulo buscou mais.

Do lado tricolor, Yayá se movimentava muito e criava oportunidades, mas Guta e Duda Flores trabalhavam bem pela zaga colorada. Apesar do alto grau de competitividade as equipes caíram fisicamente o que proporcionou um jogo que perdia um pouco em qualidade, mas sobrava em dramaticidade dada a indefinição do duelo.

Aos 26, Isa perdeu o que talvez tenha sido a grande chance do São Paulo no jogo. Após grande passe, a jogadora que entrara na etapa complementar sobrou de frente para a goleira colorada, mas chutou cruzado direto para fora. A essa altura só dava São Paulo e o gol parecia amadurecer.

Foto: São Paulo FC/ Twitter Oficial

Porém, aos 30’, Alves furou a rebatida na defesa das Soberaninhas e Maranhão entrou livre; Marcelle conseguiu evitar o pior. O São Paulo seguiu firme e partiu para o tudo ou nada enquanto o Inter se defendia como podia. A blitz tricolor durou até o último minuto, inclusive com grande chance em cobrança de falta na linha da grande nos acréscimos, mas o time mandante não escapou da derrota.

Pênaltis

Por conta do regulamento do Brasileirão Sub-18 que prevê os pontos adquiridos nos dois jogos como critério de classificação para a fase posterior. São Paulo e Internacional com uma vitória para cada lado, independente do resultado agregado, somaram 3 pontos com uma vitória para cada lado. Sendo assim, estava aberta a cobrança de penalidades para a definição do grande finalista.

Na primeira cobrança das Soberaninhas, Lauren cobrou no canto direito de Gabi Barbieri que escolheu o canto certo e fez grande defesa. Na sequência, pelo lado das Gurias Coloradas, Liriel balançou as redes deslocando Marcelle que pulou no canto esquerdo. (1×0 Internacional)

Tay cobrou o segundo penal na esquerda da arqueira colorada e abriu a contagem para o São Paulo. Por sua vez, Eduarda, um dos grandes destaques do Inter no jogo, bateu fraco no meio para defesa de Marcelle. (1×1)

Pelo lado tricolor, Isa também bateu no meio permitindo a defesa de Gabi na terceira cobrança enquanto Maranhão esbanjou categoria cobrando no ângulo e sem chances para goleira são-paulina. (2×1 Internacional)

Giovaninha bateu bem no canto esquerdo de Gabi Barbieri que pulou para o lado oposto. Já pelas Gurias, Kamila isolou reacendendo a esperança da equipe paulista. (2×2)

Finalizando a série de 5 cobranças, São Paulo e Inter não desperdiçaram: Carol, com extrema precisão, bateu no ângulo para o tricolor e Mai bateu do lado direito de Marcelle que quase executou a defesa que fecharia a disputa em favor das são-paulinas. (3×3)

Iniciando as séries alternadas, mais uma vez as duas equipes deram conta do recado: Clara pelo lado do São Paulo bateu na esquerda de Gabi que pulou certo mas não pegou e Maju deslocou Marcelle cobrando à direita da arqueira do time paulistano.

Até que, enfim, veio a definição: Thalia bateu para fora isolando as chances do São Paulo, já que Susan cobrou no canto direito da goleirona do São Paulo que nada mais pôde fazer ao ver a bola morrer no seu canto oposto. (5×4) Internacional

Com todos os requintes de crueldade possíveis, a classificação para a final sorria para o lado vermelho. Gurias Coloradas, mais uma vez, finalistas do Brasileirão Feminino Sub-18!

Próximos jogos

Agora, o Internacional enfrentará o Fluminense em dois jogos válidos pela finalíssima do Campeonato Brasileiro Sub-18. As partidas serão realizadas em jogos de ida e volta sob o mesmo sistema de pontuação para a definição do campeão.  

Ficha técnica:

São Paulo (0)[4]: Marcelle; Tay, Alves, Lauren e Clara; Carol, Yaya e Cris (Gica); Duda Rodrigues (Thalia), Perolla (Isa) e Giovaninha Técnico: Thiago Viana

Internacional (1)[5]: Gabi Barbieri, Vih (Tainá Maranhão), Guta, Duda Flores (Susan), Vick, Liriel, Bia, Mai, Mileninha (Kamila), Berchon (Maju) e Eduarda Técnico: Fábio Sanhudo

Gols: Mileninha (13’1T).

Cartões amarelos: Tainá Maranhão, Duda Flores e Vick (Internacional)

Arbitragem: Ilbert Estavam da Silva (SP), auxiliado por Fabricio Porfirio de Moura (SP) e Liliane Aparecida Galindo (SP).

Estádio: Estádio Marcelo Portugal – Cotia (SP)

Edição: André Chagas – @turbilhaofeminino

André Chagas

https://twitter.com/andreelchagas

Carioca, profissional de marketing, jornalismo esportivo e locutor. Gerente de Conteúdo no TFF, idealizador do projeto Raça & Futebol, professor de geografia e um grande entusiasta do esporte.