Do interior alagoano para os títulos! Bate papo especial com a meio campista do Bahia, Lidy Nascimento

 Do interior alagoano para os títulos! Bate papo especial com a meio campista do Bahia, Lidy Nascimento

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Natural da cidade de Colônia Leopoldina, no interior de Alagoas, a meio campista do Bahia, Lidy Nascimento foi revelada pelo União Desportiva Alagoana (UDA), clube no qual foi Campeã Estadual em 2018. Neste mesmo ano fechou a temporada como uma das principais destaques dos Campeonatos Alagoano e Brasileiro de Beach Soccer, com 15 gols marcados e 5 assistências.

Assim como acontece com tantas atletas que passam por aqui, a paixão da Lidy pelo futebol começou muito pequena: “com 7 anos jogava na rua com os meninos, sempre com os meninos, quase nunca com as meninas. Então foi surgindo e cada ano que passava, o amor e a paixão, ia aumentando cada vez mais, independente das circunstâncias.”

Além do futebol a atleta também já praticou outros esportes, “sempre gostei de futebol, joguei handebol, vôlei também, mas, nada comparado ao futebol”, declara a atleta. Para a meio campista do tricolor baiano que veio de outra cidade, enfrentar a saudade de casa não é uma tarefa fácil.

“Lidar com a saudade é ruim, é horrível na verdade. Mas quando a gente está fazendo aquilo que ama, quando buscamos algo para nossas vidas, a gente tem isso como estímulo, um incentivo, sem deixar que nada atrapalhe, principalmente a saudade de casa, da família. Às vezes, a saudade aperta, bate aquele desânimo, mas nada que consiga abalar ou diminuir a vontade de fazer o que amo.”

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Quando o assunto é desafios da modalidade, Lidy relembra o preconceito, falta de incentivo e respeito, mas destaca a melhora no presente: “jogávamos, mas não éramos reconhecidas, mas graças a Deus as coisas estão mudando e se Deus quiser daqui para frente tudo terá evoluído e vai estar como a gente pensa e até planeja”.

Para alcançar seus objetivos dentro de campo, a atleta do tricolor de aço baiano tem um dia a dia intenso nos treinamentos. A equipe trabalha para a disputa da Série A2 do Campeonato Brasileiro.

Estamos focadas, não pensamos em outra coisa a não ser na estreia e queremos muito conseguir este acesso, primeiramente, e se Deus quiser coroar com o título. No nosso time temos um elenco maravilhoso. Temos tudo que a gente precisa, de estrutura até atletas, então se Deus quiser será uma temporada abençoada e a gente vai conseguir aos pouquinhos nossos os objetivos.

Vale lembrar que a meio campista do EC Bahia, Lidy Nascimento, estreia logo mais, no Estádio de Pituaçu. A atleta reencontra o UDA-AL, às 15h, com portões abertos e entrada gratuita.

*Edição: Fernanda Barros – @turbilhãofeminino

Fernanda Barros